Notícias

Após denúncia do Cremeb, Conselho de Odontologia proíbe Terapia de Modulação Hormonal

15 de fevereiro de 2019

No dia 7 de janeiro, o Cremeb encaminhou denúncias a três conselhos regionais de odontologia (Ceará, Minas Gerais e Rio de Janeiro), onde questiona a publicidade realizada por odontólogos nos respectivos estados. Nas propagandas supracitadas, os profissionais dentistas anunciavam prática e ensino de “Terapia de Modulação Hormonal”. A iniciativa contou com a colaboração do médico baiano Raymundo Paraná, que coletou e encaminhou ao Conselho tais situações.

Nas semanas seguintes, foi ratificado pelo CRO-CE ao Cremeb que tal prática não é atribuição de odontólogo e em 29/01/2019, o Conselho Federal de Odontologia publicou a Resolução CFO 199/2019, onde “proíbe a realização de terapias denominadas de modulação e/ou reposição e/ou suplementação e/ou fisiologia hormonal por cirurgiões-dentistas fora de sua área de atuação” (clique aqui e leia o documento na íntegra). A resolução versa ainda sobre a expressa proibição ao cirurgião-dentista em ministrar, promover e/ou divulgar cursos das terapias mencionadas.

A iniciativa do Cremeb em alertar os conselhos de fiscalização da odontologia visa proteger a sociedade, no sentido de assegurar que somente sejam ofertados e realizados cursos, procedimentos e técnicas reconhecidas, seja por médicos ou por outros profissionais. Nos casos acima, o CREMEB recebeu apoio do sistema conselhal dos odontólogos (CFO e CROs), que concordou com nosso pleito, foi ágil e coibiu a prática.

Compartilhe: