Notícias

O governador calou…

6 de julho de 2018

O Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb), cumprindo seu papel institucional de zelar pela prática ética da Medicina e em favor da sociedade, exigiu que o governador da Bahia apontasse os médicos e clínicas que, segundo sua própria afirmação, fraudavam o Planserv. Mais uma vez, tergiversa usando da tática de atacar para se defender e, na sua incontinência verbal, agride o Cremeb e, consequentemente, a categoria médica, insinuando que estaríamos protegendo corporativamente os médicos quando é justamente o contrário. Queremos que o governador aponte os fraudadores para podermos cumprir o múnus para o qual esta autarquia foi criada. Não o fez, e certamente não o fará diante do, já nos parece, amplamente comprovado oportunismo eleitoral.

Deveria, aproveitando o ensejo, explicar porque o estado tem reduzido ano a ano o percentual de verbas destinado à saúde (conforme comprovado no gráfico abaixo). Não podemos esquecer também da perda de mais de dois mil leitos hospitalares nos últimos 10 anos em que seu partido domina o executivo da Bahia. E, quanto ao Planserv, o porquê da política restritiva para o atendimento dos seus beneficiários, pelo regime de cotas, conforme assumido pelo mesmo na sua desastrada fala.

O Cremeb pauta suas ações pelo cumprimento do seu dever legal e assim o fará sem temer os poderosos de plantão. Quem fala o que quer, ouve o que não quer, governador ou não.

 

 

Leia mais:

CREMEB cobra do governador nomes dos envolvidos em possíveis fraudes no Planserv

 

 

Compartilhe: