Notícias

Diabetes: conheça um pouco mais sobre a doença que atinge 7% da população brasileira

29 de novembro de 2019

Você sabia que a Organização Mundial da Saúde (OMS) destacou o diabetes como prioridade de saúde para este ano? Embora seja bastante conhecida, muitas pessoas ainda desconhecem a complexidade da doença crônica que, segundo dados da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), atinge mais de 13 milhões de pessoas apenas no Brasil – o que representa cerca de 7% da população.

Como se não bastasse a amplitude, a Federação Internacional de Diabetes (IDF) alerta que aproximadamente 7,7 milhões de pacientes do Brasil têm diabetes e não sabem. O dado, que coloca o país na sexta colocação do ranking mundial, equivale quase à metade (46%) dos 16,8 milhões de adultos entre 20 e 79 anos com a doença, segundo o Atlas do Diabetes de 2019, publicado pela IDF em 14 de novembro, considerado o dia mundial da doença.

A endocrinologista e membro da câmara técnica de Endocrinologia e Metabologia do Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb) Diana Viegas chama atenção sobre a importância do diagnóstico precoce: “Um simples exame de sangue pode revelar o Diabetes Mellitus. Em contrapartida, como o diabetes é uma doença silenciosa, se não realizar exames periódicos, o paciente poderá ser diagnosticado quando surgir uma complicação, a exemplo de uma doença na retina, nos rins ou no coração”.

Dr. Diana, que é ex-conselheira do Cremeb, explica que o diabetes é uma doença causada pela produção insuficiente ou dificuldade na ação de insulina, hormônio que regula a glicose no sangue e garante energia para o organismo. Segundo ela, embora seja uma doença crônica (conheça quais os tipos abaixo) e sem cura, é possível de ser controlada para que a pessoa tenha uma vida equilibrada. “Para isso, o acompanhamento médico, dieta balanceada e atividade física são fundamentais”, destaca a médica.

A advogada baiana Larissa Rosado, diabética há mais de 30 anos, concorda com a médica. Diagnosticada com diabetes tipo 1 aos 7 anos de idade, ela afirma que viver com a doença é difícil, mas é possível sim ter uma vida saudável. “Viver com diabetes é difícil. A nossa rotina, além daquela normal de todo ser humano, envolve atenção e cuidados especiais no dia a dia, hora a hora, minuto a minuto. No entanto, se tomarmos os cuidados necessários, não teremos surpresas desagradáveis nem complicações”, relata.

EVENTO – Ciente da importância de educar as pessoas para a prevenção e cuidados com o diabetes, Larissa resolveu unir forças e promover, no próximo domingo, dia 01.12, mais uma edição do “Diabetes sem Medo”. O evento, que conta com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde, entre outras entidades, vai acontecer na Praça Ana Lúcia Magalhães (Pituba), das 9h às 12h, com diversas atividades gratuitas para a população, como palestras e roda de conversa com profissionais.  “O nosso objetivo é que seja fomentada políticas públicas para que se eduque as pessoas com diabetes”, ressaltou a advogada.

Tipos de diabetes:

– Diabetes tipo 1 pode se desenvolver em qualquer idade, mas ocorre com mais frequência em crianças e adolescentes. Quando você tem diabetes tipo 1, seu corpo produz muito pouca ou nenhuma insulina, o que significa que você precisa de injeções diárias de insulina para manter os níveis de glicose no sangue sob controle.

– Diabetes tipo 2 é mais comum em adultos e representa cerca de 90% de todos os casos de diabetes. Quando você tem diabetes tipo 2, seu corpo não faz bom uso da insulina que produz. A pedra angular do tratamento do diabetes tipo 2 é o estilo de vida saudável, incluindo aumento da atividade física e dieta saudável. No entanto, com o tempo, a maioria das pessoas com diabetes tipo 2 precisará de medicamentos orais e / ou insulina para manter seus níveis de glicose no sangue sob controle.

– Diabetes gestacional (GDM) é um tipo de diabetes que surge durante a gravidez e está associado a complicações para mãe e filho. GDM geralmente desaparece após a gravidez, mas as mulheres afetadas e seus filhos correm maior risco de desenvolver diabetes tipo 2 mais tarde na vida.

Fonte: Federação Internacional de Diabetes (IDF)

 

Como prevenir o diabetes?

– Comer diariamente verduras, legumes e frutas
– Reduzir o consumo de sal, açúcar e gorduras
– Parar de fumar
– Praticar exercícios físicos regularmente (pelo menos 30 minutos todos os dias)
– Manter o peso controlado

Fonte: Ministério da Saúde

Compartilhe: