Notícias

Cremeb repudia e faz alerta quanto ao concurso da prefeitura de Candeias

19 de fevereiro de 2019

O Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb) faz uma recomendação aos médicos para que não se inscrevam no concurso público da Prefeitura Municipal de Candeias, com a oferta de 51 vagas para médico. O Conselho defende o piso definido pela Federação Nacional dos Médicos (Fenam) de R$ 14.134,58 para 20 horas semanais. Reconhecemos que a maioria dos concursos e muitos contratos privados remuneram abaixo deste valor, mas há situações extremas em que o baixo vencimento proposto nos contratos denota total desrespeito aos profissionais e à população que somos compelidos a nos manifestar.

O Conselho repudia a seleção divulgada pelo edital nº 01/2019 da prefeitura de Candeias, que prevê remuneração de R$ 1.275 para médicos de diversas especialidades, com jornadas de 12 horas semanais ou R$ 2.550 para 24 horas semanais. O edital não prevê nenhuma remuneração adicional, mas exige especializações que o médico não faz em menos de 4 anos, além dos 6 anos de faculdade. E estes salários não são compatíveis com profissionais com este grau de formação e de responsabilidade.

Chama a atenção o fato de Candeias ser um município com uma das melhores arrecadações por habitante do estado. Localiza-se na região metropolitana de Salvador, onde há muitos médicos disponíveis. Entretanto, pode vir a ficar sem médicos por conta de um concurso que parece ter o intuito de não conseguir profissionais e justificar alegações do tipo: “abrimos um concurso, mas nenhum médico quis se inscrever”.

Esta postura não coaduna com os anseios dos cidadãos de Candeias por uma assistência à saúde de qualidade, com profissionais capacitados, com estabilidade em seus empregos, boas condições de trabalho e remuneração justa. Os gestores municipais deveriam ouvi-los.

Compartilhe: