Notícias

Consulta Pública da ANS: opine e não permita que o pré-natal seja feito por enfermeiro obstétrico

20 de novembro de 2020

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) abriu a Consulta Pública nº 81, disponível até amanhã, dia 21.11, para permitir a incorporação da consulta de pré-natal por enfermeiro obstetra ou obstetriz na Saúde Suplementar.

CLIQUE AQUI e conheça a proposta de atualização nº 143.

O Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb) defende veementemente que o acompanhamento pré-natal seja feito por um profissional médico.

“Nosso posicionamento é contrário por questão de mérito, não podemos confundir a pretendida assistência multidisciplinar com a substituição do médico na assistência pré-natal da saúde suplementar, sobretudo em um contexto que deveria ser de busca da melhoria da assistência à mulher. Na primeira, teríamos o benefício da adição de atores e saberes; na segunda, a subtração do conhecimento médico na assistência pré-natal, em desfavor das mulheres e seus recém-nascidos”, afirma o presidente da Associação de Obstetrícia e Ginecologia da Bahia (Sogiba), Dr. Caio Lessa, que é ex-conselheiro do Cremeb.

“Transferir o atendimento e todas as responsabilidades do período de gestação traz riscos para a saúde das mães e das crianças. Pedimos para que todos, não só a classe médica, se oponham à proposta”, ressalta o diretor de Defesa Profissional da Associação Médica Brasileira (AMB), Carlos Jasmin.

De acordo com a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), não há estudos nacionais significativos que respaldem essa modificação na assistência pré-natal na Saúde Suplementar. “A revisão sistemática que fundamenta a proposta foi avaliada criticamente, sendo os aspectos metodológicos inconsistentes encaminhados à fonte que publicou o artigo”, afirma a entidade.

O Cremeb, assim como as outras entidades médicas, conclama a categoria e a sociedade em geral para se posicionar na consulta pública, afinal, um volume grande de recomendações e comentários pode fazer com que a ANS reavalie a proposta de mudança no atendimento pré-natal.

Para manifestar sua opinião, CLIQUE AQUI e preencha o formulário. No campo “Recomendação Preliminar”, selecione a proposta nº 143, que visa permitir o acompanhamento pré-natal por enfermeiro obstetra ou obstetriz.

Compartilhe: